Patrocínio

O PROCESSO DE TELECINAGEM

O processo de telecinagem e digitalização dos filmes catalogados pelo projeto Cinema Paraibano: Memória e Preservação foi realizado pela empresa RB Movie House, com sede em Itu (SP). O responsável técnico da empresa, Roberto Buzzini, tem um vasto currículo como diretor de fotografia de cinema, tendo atuado também na área de publicidade.No Brasil, Buzzini é um dos poucos técnicos especializados em trabalhar com filmes na bitola Super-8, que constituem mais de 90% do acervo de filmes catalogados pelo projeto.

A parceria com a RB Movie House foi fundamental para o sucesso do nosso projeto, uma vez que as empresas que ainda trabalham com película fílmica no Brasil abandonaram gradativamente a bitola Super-8. O laboratório da RB Movie House possui maquinário capaz de obter bons resultados no processo de telecinagem dos filmes Super-8 e 16mm.

No caso do Super-8, podemos observar que o som e imagem dos filmes paraibanos das décadas de 1970 e 1980 foram devidamente preservados no processo de telecinagem, permitindo, a partir de agora, uma nova difusão destes filmes. Com raras exceções, os filmes em Super-8 do acervos do NUDOC – Núcleo de Documentação Cinematográfica da UFPB e de realizadores independentes não possuíam cópias, sendo suas matrizes usadas em exibições no formato Super-8. Qualquer dano ocorrido durante a projeção ou manuseio da película ameaçava a sua integridade.

Graças ao bem sucedido trabalho de telecinagem, os filmes podem ser difundidos no formato digital, tornando possível a uma nova geração de pesquisadores, estudantes e apreciadores do cinema alternativo brasileiro acesso à parte da produção fílmica da Paraíba dos anos 70 e 80.